Como montar um currículo

Para quem quer entrar ou evoluir no mercado de trabalho, um dos pontos mais significativos é o currículo. E falamos não só do seu histórico, mas do próprio documento que você vai enviar para uma vaga de trabalho em tecnologia ou para aquele amigo que vai te indicar. Seu currículo é o primeiro funil em que você passará nessa jornada até o seu destino final, o seu tão sonhado emprego, então, quanto melhor for o seu currículo, melhor serão suas chances de chegar ao seu objetivo.

Mas, e o meu currículo no LinkedIn, Behance e outras plataformas?

Sim, sabemos que aquele velho currículo de papel pode estar tecnicamente obsoleto, mas ele ainda é muito importante, especialmente quando lhe pedirem para enviar por email, em PDF, ou até deixar na recepção uma cópia impressa. Mas, o LinkedIn, por exemplo, não seria uma ferramenta muito mais rápida e ágil? Sim, com certeza, mas lhe pergunto algumas coisas:

E se o cara que vai decidir a vaga não usar o LinkedIn? E se ele não entender a lógica básica de como a plataforma apresenta o seu valor? Ele vai ligar, pesquisar como é essa nova plataforma que ele não conhece, pedir ajuda para um colega? Sem dúvida não, ele vai desistir e passar para o próximo candidato. Talvez, aquele candidato que não seja tão bom quanto você, mas que ficou FÁCIL para ele entender e manusear as informações. Então, tenha isto em mente!

Currículo #ostentação

Lembre-se: não atrapalhe o recrutador com currículos exageradamente criativos que tiram o foco do que é realmente importante para ELE. O currículo é um documento, não uma obra de arte. Seja simples, deixe claro ONDE o recrutador pode ver o seu portfólio de trabalhos criativos. Aí sim, pode caprichar nessa parte.

Dica para os designers moderninhos: NÃO FAÇAM CURRÍCULOS ESCRITOS NA DIAGONAL!

Currículo online na Radartec

Cadastre-se na Radartec

O nosso portal de vagas de Tecnologia da Informação e áreas relacionadas oferece ótimas soluções para os recrutadores publicarem oportunidades — especialmente para os profissionais buscarem vagas de trabalho, aplicando através de seu currículo online na plataforma. Este modelo de currículo foi pensado para ser simples e claro, útil para os recrutadores da Radartec, mas não só aqui, pois você pode torná-lo público, com um link para enviar para quem quiser!

  • Resumo profissional – Esse é aquele ponto que deve sintetizar quem você é e seu diferencial profissional
  • Objetivos e interesses – Onde você vai descrever a sua Área de atuação e sua disponibilidade como freelancer, tempo integral ou prestador como CNPJ
  • Experiência profissional –  Aqui, você descreve onde já trabalhou
  • Formações e outros cursos – Aqui, você lista onde estudou, o quê e quando
  • Competências e habilidades – Selecione as ferramentas e técnicas que você domina
  • Certificações – Seus certificados, um dos requisitos mais usados na hora da seleção
  • Idiomas – As línguas que você fala e seu nível nelas

Cria a sua conta na Radartec e encontre oportunidades na sua área!

Currículo padrão VS Currículo personalizado

Quem é mais experiente diz que é importante sempre personalizar o currículo para cada vaga. Sim, sem dúvida, faz sentido e pode ser muito significativo. MAS, pode ser um pouco difícil você ter que recomeçar quase do zero cada vez que uma nova oportunidade aparece.

Nesta situação, tenha em mente um currículo mais “modular”, onde seja relativamente fácil ter os blocos de informação para você editar quando necessário. Dê uma boa atenção ao resumo profissional, é lá que a maioria dos recrutadores decide analisar o currículo por completo.

Tamanho não é documento

Currículo grande em termos físicos não é sinônimo de qualidade. Nestes casos, as coisas realmente importantes e significativas são diluídas entre as menos importantes. Afinal, aquele seus quatro meses como caixa do McDonald’s com 17 anos já não são tão importantes para sua vaga em tecnologia, não é verdade?

DICA: faça um currículo em que a primeira (e a segunda página, caso necessário) apresente de forma sintética tudo o que importa. Feito isso, adicione mais páginas de anexo com as experiências detalhadas, caso o recrutador queira ver mais.

Existem muitos modelos de currículo por aí, mas existem certos pontos que sempre são importantes do ponto de vista do que é importante ou até fundamental para o recrutador.

Informações fundamentais

Diga quem é você, onde você mora (Estado, cidade, Bairro e rua) quantos anos você tem, as formas de contato (e-mail, telefone, entre outros de comum uso), não coloque suas redes sociais, isso pode atrapalhar dependendo da situação.

Fale sobre os seus objetivos, onde quer chegar, coloque também sua disponibilidade de trabalho, se freelancer, trabalhar em tempo integral CLT, ou prestador de serviço com CNPJ.

Lembre-se: use informações em forma de tópicos, faça uso do texto corrido só quando ele for realmente importante e fizer a diferença.

Formação OU experiência?

Aqui, há um ponto importante para muitos profissionais de tecnologia, design, comunicação etc. Devido à variedade e dinamismo do mercado, muitas pessoas que atuam têm formação acadêmica bem aprofundada, cursos técnicos de diferentes níveis de especialização e os autodidatas… Sem contar aqueles que têm formação acadêmica em uma área e acabam atuando em outra…

Provavelmente, você se encaixa em uma dessas categorias, não é? Assim, se um currículo deve mostrar o melhor que nós temos a oferecer para a vaga em questão, temos que saber como apresentar isso.

Se o seu forte são os projetos realizados e entregues, mostre isso primeiro com o destaque justo. Pois, nestes casos, não importa muito o curso XYZ que você fez, mas os perrengues que resolveu e que, por lógica, sabe lidar.

Já se você tem pouco portfólio e mais estudo, valorize isto! Apresente a qualidade do seu ensino, níveis, certificações etc.

Claro, tenha em mente que o mercado também é diverso. Em empresas maiores, onde a cultura corporativa é mais estruturada, provavelmente para determinadas vagas seja exigência inegociável ter determinado nível acadêmico. Aí, entram questões de plano de carreira, faixa salarial etc. Nestes contextos, formação acadêmica tem seu peso.

Já em empresas mais dinâmicas, às vezes nem olham direito para sua formação, mas sim para o que você fez e faz de fato!

Fale sobre toda sua experiência e habilidades em tecnologia

Liste, por exemplo, as palestras e eventos que você foi, pois estar sempre antenado e atualizado sempre soma pontos com os avaliadores. Fale também dos cursos que fez pelas empresas que já trabalhou como certificação Adobe, Delphi entre outros — isso mostra que você é empenhado e busca o crescimento onde trabalha.

Liste as línguas que você fala fluentemente, fale também das que tem apenas algum conhecimento. Diga sempre o nível de cada uma, se básico, intermediário, avançado ou fluente, se já fez intercâmbio, diga onde e quanto tempo ficou.

Deixe claro o que você já fez, os projetos que já participou (sempre com uma forma de mostrar esses trabalhos, seja através de imagens ou links). Explique sua participação, com o que você realmente contribuiu para esses projetos, essa parte é de extrema importância.

Blogs, participação em fóruns ou tutoriais relacionados à área sempre contam pontos. Cite sua participação em projetos open source, isso dá uma boa credibilidade aos olhos de quem se importa com a comunidade. Quanto mais engajado e aplicado for nesses projetos, normalmente mais bem avaliado é.

E, é claro, liste as empresas que já trabalhou e suas funções. Seja claro, coloque números e dados concretos. Citar o trabalho em equipe é ótimo, pois deixa implícito a sua capacidade de trabalho. A maioria das empresas procuram, sem muito êxito, por pessoas com facilidade de se relacionar, essa é um tipo de pessoa difícil de se encontrar. Caso tenha essa facilidade, destaque-a quando for falar das suas experiências profissionais!

Todos estes tópicos são importantes para quem quer montar um currículo de TI ou de qualquer área relacionada.

Pense na sua “reputação online”

É possível dizer que, hoje, devemos montar não só um currículo, mas uma reputação online. Nossas redes sociais, blogs, comentários, fóruns, grupos de discussão etc são uma grande mostra de quem somos. Cada vez mais, os profissionais de RH de empresas de todos os níveis têm conferido o que o candidato faz nas redes.

Fique esperto com o que você publica e compartilha. Melhor, use isto a seu favor, criando e divulgando conteúdo útil e importante sobre a sua área!

Onde procurar vagas de trabalho em tecnologia, design e mais

Aproveite a Radartec para ter o seu currículo público e buscar vagas de tecnologia no portal. São centenas de vagas para analistas, desenvolvedores, designers, gerentes de projeto, técnicos e muito mais. A Radartec é uma ferramenta para unir profissionais e oportunidades que mais se encaixam em demandas e especialidades. Preencha o seu currículo de forma adequada e suba na sua carreira.

Desenvolva o seu currículo e busque seu sucesso!

Deixe uma resposta