Como ser um programador de sucesso? – Parte 2: raciocínio e aprendizado

No conteúdo anterior, abordamos 3 requisitos básicos para quem quer se tornar um programador – de olho nas boas oportunidades e salários que esse mercado oferece. Falamos sobre começar pelos algoritmos, escolher a área de especialização e aprender sempre. Não viu? Então, entre no link acima!

Neste artigo, você irá aprender mais três habilidades essenciais para fazer de você um bom programador. Mesmo com o mercado em crescimento, aprender novas linguagens de programação, atualizações, novos frameworks e técnicas é fundamental para não ficar para trás na seleção de vagas de programador. Portanto, continue lendo até o final, combinado?

Raciocínio lógico é fundamental para se tornar um programador

O programador passa boa parte do seu tempo tendo de resolver problemas e de forma assertiva e rápida. Uma pessoa sem esta habilidade provavelmente não será um bom profissional e deve pensar seriamente em seguir outra carreira.

Mas, você sabe realmente o que é raciocínio lógico? Raciocínio lógico é a habilidade de pensar para resolver um problema ou chegar a uma conclusão. Não se trata de fazer uma conta de cabeça, mas sim de passar por um processo lógico. Como chegar no resultado? Que caminho tomar?

Veja algumas dicas para você turbinar ainda mais a sua capacidade de raciocínio lógico. Veja 6 formas de aumentar o poder do seu raciocínio lógico

  • Faça coisas novas
  • Treine sua memória
  • Seja curioso
  • Pense positivamente
  • Tenha o hábito da leitura
  • Não use a calculadora

Você sabe o que significa ser autodidata?

Diferentemente de outras profissões, a programação não tem um guia ou um manual do que fazer para resolver determinado problema. Não pense que fazer um curso lhe transformará em um programador – ele só irá dar a base da programação – o resto você aprenderá sozinho no dia a dia.

Portanto, treine e se capacite para aprender a resolver problemas de software com seu próprio reportório. Aqui, também daremos dicas de como você pode otimizar a sua capacidade de ser autodidata. Siga todas elas e veja que a sua capacidade de resolver e aprender coisas novas sozinho aumentará:

  • Aproveite as oportunidades, anuncie o seu currículo de programador
  • Estabeleça metas claras e alcançáveis em seus projetos
  • Leia mais sobre programação, mais livros e menos tutoriais
  • Faça autoavaliações e escute o que os demais têm a dizer
  • Seja realista quanto a sua real capacidade
  • Não se acomode com seu emprego, busque vagas de TI e evolua
  • Aprenda a administrar seu próprio tempo
  • Sempre se desafie em aprender mais
  • Tenha motivação em ser um desenvolvedor de sucesso

E mais, não tenha receio de tirar dúvidas, especialmente no início quando você está aprendendo como ser um programador, mas também quando você já sabe bastante! Pode ter certeza, mesmo aquela dúvida que parece estúpida ou óbvia, muitas vezes não é. E, sejamos francos, o possível constrangimento por uma dúvida aparentemente boba é 10 vezes menos que o provável constrangimento por um erro bobo em um código em produção!

Se gosta de resolver problemas, já é um bom começo!

Cerca de 80% do trabalho de um programador é resolver problemas. Softwares apresentam problemas quase que constantemente e o programador está lá exatamente para isso, para solucionar.

Se uma pessoa não tem interesse em observar e solucionar problemas, é melhor que pense em outras profissões mais previsíveis. O bom programador deve ser curioso e não medir esforços para solucionar problemas

BÔNUS: 25 dicas para ser um programador de sucesso

  1. Aprender como ser um programador de sucesso é um caminho sem volta! Você nunca para de evoluir!

    Se preocupe com o que constrói;

  2. Pense sobre o seu trabalho;
  3. Dê opções, não crie desculpas;
  4. Não deixe para consertar as coisas depois;
  5. Seja um catalisador de mudanças;
  6. Veja o quadro geral, não fique tão focado só nos detalhes
  7. Faça da qualidade um requisito;
  8. Invista regularmente no seu Portfólio de Conhecimento;
  9. Analise criticamente o que você lê ou escuta;
  10. Lembre-se: o que importa é o que você diz e a maneira que você diz;
  11. DRY – Don’t Repeat Yourself (Não se repita);
  12. Faça ser fácil de reutilizar;
  13. Elimine os efeitos colaterais entre coisas não relacionadas;
  14. Não existem decisões finais;
  15. Use “tracer bullets” para achar o alvo;
  16. Faça protótipos para aprender
  17. Programe perto do problema;
  18. Estime para evitar surpresas;
  19. Altere o tempo com o código;
  20. Escreva e Rabisque, eles ajudam a melhorar o seu trabalho;
  21. Use o poder da linha de comando;
  22. Use um bom editor;
  23. Sempre use versionamento de código;
  24. Corrija o problema. Não fique culpando;
  25. Não entre em pânico quando estiver debugando.

Precisa de mais uma mãozinha?

Bem, então comemore! Neste conteúdo, vimos que, para ser um programador, também é necessário ter bom raciocínio lógico, ser autodidata e gostar de resolver problemas. Se você achou esse conteúdo interessante, gostará do próximo artigo da série “como ser um programador de sucesso”.

No próximo e último texto da série, abordaremos outras habilidades para ser um programador: saber inglês, gostar de aprender e linguagens de programação. E então, vai ficar de fora? Confira o próximo!

Deixe uma resposta