Como ser um programador de sucesso? – Parte 3: inglês, linguagens e dicas

No conteúdo anterior, vimos que, para ser um programador, é preciso ter um raciocínio lógico, ser autodidata e gostar de resolver problemas. Neste último artigo da série Como ser Um Programador, vamos abordar outros 3 requisitos básicos que um bom profissional deve ter.

Inglês é fundamental para que você seja um programador

O programador deve saber o inglês técnico. Sem isso, nem no nível intermediário ele vai chegar. Isso porque o conhecimento em programação em português é bem escasso, ainda mais quando falamos em livros sobre o tema.

A própria linguagem da programação é em inglês. Isso não significa que o programador deva saber o inglês fluentemente, mas é imprescindível que saiba o inglês técnico para conseguir programar.

Não dá para fazer um curso de inglês ou um intercâmbio? Então, vamos dar uma dica para você saber mais sobre o idioma, focando sempre, é claro, na linguagem da programação:

– Comece pelo básico;

– Escute tudo em inglês;

– Assista a filmes em inglês;

– Faça parte de grupos para aprender inglês;

– Mude os comandos do seu celular para o idioma inglês.

Você precisa estar em constante aprendizado!

Um programador deve estar sempre aprendendo. É necessário ler, investigar, desvendar, duvidar. Quanto mais você aprender, mais terá ciência de quanto precisa saber para ser o programador que você deseja.

Não é raro que um programador no início de carreira pense que sabe tudo. Isso porque ele ainda não sabe o quanto de problemas enfrentará no dia a dia da programação. Os melhores programadores são aqueles que realmente duvidam que já sabem tudo e estão em constante aprendizado.

DICA DE OURO: Trabalhe perto de outros programadores mais experientes que você. Faça o possível para absorver o máximo de conhecimentos deles mesmo que seja quase que impossível. Pode ter certeza, com isto você pode ter chances de aprender mais que na faculdade ou qualquer curso! 😀

As linguagens de programação mais populares de 2017

Existem cada vez mais opções de linguagens de programação. Ao considerarmos a grande variedade de opções de linguagens para as mais diversas plataformas e sistemas, é um desafio definir quais delas são as mais populares entre os programadores. O site IEEE tem realizado anualmente uma pesquisa muito aprofundada para descobrir quais são as linguagens de programação mais populares. O resultado deste trabalho foi um ranking onde é possível utilizar diversos critérios de ordenação por tipos de plataformas e em diferentes ambientes de desenvolvimento. Vale ressaltar que a lista é ampla e considera também tecnologias que na prática não são linguagens de programação de fato, mas fazem parte deste universo, como o Arduino e o próprio HTML.

  1. Python
  2. C
  3. Java
  4. C++
  5. C#
  6. R
  7. JavaScript 
  8. PHP
  9. Go
  10. Swift

Confira este vídeo onde as dez primeiras linguagens de programação são comentadas:

Tendências de empregos para programador

Segundo a mesma lista do IEEE 2017, utilizando o filtro de “jobs”, onde ele filtra o ranking pela frequência com que uma determinada linguagem de programação é citada em uma descrição de vaga de emprego para programador, o cenário muda.

Os recrutadores de TI têm dado bastante ênfase às linguagens Java, C, Python, C++ e JavaScript. Portanto, se você quer investir na carreira de TI, é sempre interessante ter estas referências!

Se você busca por oportunidades de emprego e vagas de Tecnologia da informação, conheça o portal Radartec.

 

Bônus: 27 dicas para ser um bom programador

A seguir você confere 27 tópicos com dicas de como ser um bom programador.

Até porque, levando em consideração nossos requisitos, nenhuma dica ou informação é demais quando estamos falando sobre como ser um programador de sucesso, não é mesmo? Confira:

  1. Não presuma: teste e comprove
  2. Aprenda manipulação de texto na sua linguagem
  3. Escreva código que faça código
  4. Você não pode escrever um software perfeito
  5. Faça o Design com contratos
  6. Use assertions para prevenir o impossível
  7. Use exceptions para problemas excepcionais
  8. Termine o que você começou
  9. Configure, não integre
  10. Coloque abstrações no código, detalhes no metadata
  11. Analise o Workflow para melhorar a concorrência
  12. Desenvolva usando serviços
  13. Separe as Views das Models
  14. Não programe por coincidência
  15. Estime a ordem de seus algoritmos
  16. Teste suas estimativas
  17. Refatore cedo, refatore frequentemente
  18. Codifique para testar
  19. Teste seu software, ou seus usuários irão testar por você
  20. Não use código mágico que você não entende
  21. Não pegue requisitos – cave até eles
  22. Trabalhe com o usuário para pensar como o usuário
  23. Abstrações vivem mais que detalhes
  24. Crie um Glossário do projeto
  25. Não pense fora da caixa, ache a caixa!
  26. Comece quando você estiver pronto
  27. Algumas coisas são melhores feitas do que descritas

E então, já conseguiu saber como se tornar um programador de sucesso?

Chegamos na parte final da série Como ser um Programador. Durante todos os conteúdos, você ficou sabendo que, para ser um programador, ou melhor, um bom programador, você precisa:

  • Começar pelos algoritmos
  • Escolher a sua área de atuação
  • Aprender sempre
  • Ter bom raciocínio lógico
  • Ser autodidata
  • Gostar de resolver problemas
  • Saber inglês
  • Gostar de aprender
  • Conhecer as linguagens de programação

Empolgado com a profissão? Então, mãos à obra! Comece agora mesmo a pôr em prática nossas dicas para se transformar em um bom programador!

Deixe uma resposta